Política

Bolsonaro garante apoio do governo federal para reconstrução de estruturas danificadas pela passagem de ciclone em Santa Catarina

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

O presidente Jair Bolsonaro garantiu que o governo federal irá auxiliar Santa Catarina na reconstrução das estruturas danificadas pela passagem de um ciclone extratropical na última terça-feira (30). 

Ele sobrevoou na manhã de ontem (4) acompanhado da vice-governadora Daniela Reinert (SL), membros da equipe de governo e parlamentares, as cidades de Tijucas e Governador Celso Ramos, duas das cidades mais atingidas pelos fortes ventos. 

Viemos a Santa Catarina para termos contato direto com o que realmente aconteceu com esse ciclone, trazendo desconforto e mortes para alguns dos nossos irmãos aqui de Santa Catarina. E dizer a todos que o nosso governo, em especial através do Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR), que tem a frente aqui o Rogério Marinho, estamos à disposição, para no que for possível, minorar o sofrimento daqueles que foram atingidos. Obviamente nos solidarizamos aos familiares daqueles que perderam suas vidas”, disse o presidente durante encontro.

Após o sobrevoou em um helicóptero da Força Aérea Brasileira (FAB), por cerca de 40 minutos, o presidente se reuniu com rapidamente com representantes do governo catarinense e do Fórum Parlamentar catarinense. O governador Carlos Moisés (PSL), participou do encontro por videoconferência. 

Esse é um momento em que o estado de Santa Catarina necessita de ajuda. Com a presença do presidente Bolsonaro, tenho a certeza de que o governo federal está atento a essa nova dificuldade que surge para os catarinenses. Após esse primeiro momento de assistência humanitária, virá a parte da reconstrução, e esperamos que o governo federal nos atenda nesse sentido”, destacou Moisés.

O governador reforçou mais uma vez a importância do alinhamento com o governo federal, principalmente, nesse momento de urgência no atendimento à população.

Quando decretamos estado de calamidade pública, o processo abrangeu 135 municípios e hoje o número de cidades afetadas já chega a 185”.

Ele também solicitou que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) modifique os seus protocolos quanto às linhas subterrâneas de energia. Segundo o governador, é necessário que se facilite a adoção desse protocolo, para que no futuro possamos evitar danos tão extensos na rede elétrica em caso de desastres climáticos.


Quer saber das notícias de Guaramirim e Região primeiro? CLIQUE AQUIe participe do nosso grupo de WhatsApp!

Camila Silveira Rosa

Jornalista e marketeira, apaixonada por boas histórias, cultura e curiosa por natureza

Comentários estão fechados.