Saúde

Guaramirim está entre as cidades infectadas pelo Aedes aegypti

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Diretoria Epidemiológica de Santa Catarina (Dive-SC), divulgou nesta quinta-feira (23), o primeiro boletim epidemiológico. Os dados são relativos ao período de 29 de dezembro de 2019 a 18 de janeiro de 2020. 

Conforme a Dive-SC, o Estado tem 11 casos de dengue onde todos os pacientes foram infectados fora do território catarinense. Ao todo, o Santa Catarina tem 2.052 focos do mosquito Aedes aegypti transmissor da doença em 111 municípios. 

Os pacientes que tiveram dengue são moradores de Balneário Piçarras, Florianópolis, Guaramirim, Jaraguá do Sul, Pomerode, São João Batista e Saudades. Eles pegaram a doença nos estados de São Paulo, Bahia, Paraná e Mato Grosso.

Segundo o boletim epidemiológico, o número de focos do mosquito transmissor aumentou. No mesmo período de 2019, eram 1.403 em 96 municípios. No boletim atual, o estado tem 97 cidades infectadas. 

Cidades infestadas pelo mosquito transmissor da dengue — Foto: Reprodução/Dive-SC

De acordo com o boletim, o estado não tem casos de febre de chikungunya ou vírus da zika em 2020.

Sintomas

Segundo a Dive-SC, os sintomas de dengue são:

  • febre alta, de 39ºC a 40ºC, com duração de dois a sete dias;
  • dor de cabeça;
  • fraqueza;
  • dores no corpo, nas articulações e no fundo dos olhos;
  • Também podem ocorrer manchas pelo corpo, perda de apetite, náuseas e vômitos.

Quer saber das notícias de Guaramirim e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Camila Silveira Rosa

Jornalista e marketeira, apaixonada por boas histórias, cultura e curiosa por natureza

Comentários estão fechados.