Geral

Microsoft vai dar treinamento digital gratuito a 5,5 milhões de brasileiros

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

A Microsoft quer formar profissionais na área de tecnologia e vai dar treinamento digital gratuito para 5,5 milhões de brasileiros até 2023, especialmente mulheres.

O anúncio, feito na última terça-feira (20), durante o evento virtual Microsoft Mais Brasil, traz um conjunto de iniciativas para o desenvolvimento econômico e geração de emprego no país.

Precisamos acelerar nossa capacidade de formar profissionais na área de tecnologia, já que existe uma demanda crescente nessa área no Brasil. Isso inclui atrair mais jovens para a área de exatas, especialmente mulheres”, disse Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil, durante o evento.

Os cursos

As ferramentas de treinamento digital da Microsoft vão fazer parte da plataforma de ensino remoto Escola do Trabalhador 4.0, desenvolvida pelo Ministério da Economia em parceria com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI).

Segundo a empresa, a plataforma vai oferecer mais de 20 tipos de cursos a candidatos de emprego, em áreas que vão desde a alfabetização digital até computação em nuvem e inteligência artificial.

Empregos

Para otimizar a busca por oportunidades no País, a Microsoft também afirmou que está doando ferramentas de inteligência artificial para o Sistema Nacional de Emprego.

As ferramentas da Microsoft vão permitir que cada candidato consiga encontrar a sua empresa ideal e, do outro lado, as empresas poderão encontrar os melhores candidatos”, disse o secretário Carlos da Costa.

No evento, a empresa anunciou a expansão da sua infraestrutura de nuvem com uma nova região de datacenter no Rio de Janeiro.

A Microsoft lançou sua primeira região de datacenter em 2014, no Estado de São Paulo – a nuvem global da Microsoft tem hoje 65 regiões.

Sustentabilidade

Os planos de desenvolvimento econômico da Microsoft para o Brasil também incluem sustentabilidade: a companhia disse ter o compromisso de ser carbono negativa até 2030.

Também afirmou que fará a transição total do fornecimento de energia de seus datacenters para fontes renováveis até 2025.

Queremos reforçar nossa parceria com o País para ajudar na retomada econômica sustentável”, disse Cosentino.

Outro anúncio da empresa foi o plano de usar inteligência artificial para ajudar na proteção da floresta amazônica contra desmatamentos e queimadas.

A ideia é associar a tecnologia a indicadores como estradas ilegais abertas em regiões florestais e dados de imagens de satélite, para prever zonas de desmatamento mais prováveis.

A iniciativa será implementada durante a próxima estação de seca em 2021. Participaram do evento o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, e do secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos da Costa.

Fonte: SóNotíciaBoa


Quer saber das notícias de Guaramirim e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Comentários estão fechados.