Esporte

Morre ex-jogador e treinador do futebol Valdir Espinosa

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

As arquibancadas se calam, o juíz deixa de apitar e a bola não rola em respeito ao ex-jogador e treinador Valdir Espinosa, que morreu aos 72 anos nesta quinta-feira (27). 

Espinosa foi submetido a uma cirurgia na região do abdômen no dia 17 de fevereiro e no dia 20, foi internado novamente e não se recuperou. 

Atualmente, ele ocupava o cargo de gerente de futebol do Botafogo, clube que tinha uma grande identificação pela conquista do Campeonato Carioca de 1989. 

Carreira 

Espinosa nasceu em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul e começou a carreira no futebol como jogador do Grêmio. Por oito anos atuou no profissional passando por CSA, Esportivo e Caxias. 

Parou em 1978 e um ano depois iniciou no cargo de treinador do Esportivo construindo uma carreira sólida, que teve um auge em 1983, quando comandou o time gaúcho campeão da Libertadores e do Mundial. 

Na época, o Grêmio contava com jogadores como Renato Gaúcho (atual técnico do time), De León, Paulo César Caju e Mário Sérgio. 

Valdir Espinosa comanda treino do Grêmio na Arena em 1983 (Foto: Rubens Borges / Agência RBS)

Espinosa aceitou o convite para comandar o Botafogo, em 1989. O time cariosa não conquistava um Campeonato Carioca havia 20 anos. Com um gol de Maurício na final contra o Flamengo, o time celebrou o título invicto na competição, criando mais um momento histórico na carreira do treinador. 

Além do Brasil, o técnico trabalhou no Cerro Porteño, do Paraguai; Al-Hilal, da Arábia Saudita e no Tokyo Verdy, do Japão, além de uma passagem rápida pelo Las Vegas City.


Quer saber das notícias de Guaramirim e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Camila Silveira Rosa

Jornalista e marketeira, apaixonada por boas histórias, cultura e curiosa por natureza

Comentários estão fechados.