Educação

Retorno das aulas presenciais da rede estadual em 2020 será para reforço escolar, segundo secretário de Educação

Google+ Pinterest LinkedIn Tumblr

Na manhã desta quarta-feira (9), o secretário de Educação de Santa Catarina, Natalino Uggioni, apresentou em uma coletiva de imprensa virtual, o plano de contingência da educação para o retorno das aulas no estado. 

Segundo o plano, a retomada do ensino na rede estadual será destinado para reforço escolar. Conforme o secretário, o dia 13 de outubro, continua sendo a possibilidade para o retorno do ensino presencial, mas que depende das informações técnicas da secretaria da Saúde. 

Organizamos a retomada da seguinte forma: vamos iniciar com os estudantes maiores. Por aqueles que estão no terceiro ano [do ensino médio], pois eles têm concurso e vestibular pela frente”, afirma. 

De acordo com Uggioni, esses alunos têm as condições de seguir o regramento das diretrizes que vão compor o protocolo de saúde nas escolas. 

Também vamos priorizar os estudantes que estão tendo mais dificuldade na assimilação do conteúdo letivo nesse período”, destaca.

Para isso, a secretaria de Educação divulgou para os professores como fazer a avaliação de aprendizagem que servirá nesse monitoramento. 

Chefe da Defesa Civil, João Batista; secretário de Educação, Natalino Uggioni; secretário da Saúde, André Motta Ribeiro (Foto: Reprodução)

Com a avaliação e uma reunião de conselho de classe, os alunos que apresentam essa dificuldade serão convidados para fazer aulas de reforço, que acontecerá presencialmente nas escolas. 

Não haverá um retorno da totalidade dos estudantes neste momento. A cada semana vai retornar um ano”. 

Ou seja, na semana do dia 13 de outubro, os alunos do terceiro ano, na semana seguinte, os alunos do segundo ano e assim sucessivamente até os anos o 6º ano. 

O documento com as oito diretrizes está sendo encaminhado aos município para ser usado como referência na elaboração das redes municipais de retorno às aulas presenciais.

O estado vai capacitar e treinar os gestores escolares e toda a comunidade escolar, especialmente os professores, nessas diretrizes. 

Essa participação de todos os profissionais da educação certamente fará com que a qualidade seja ainda melhor para quando nós retornamos as atividades presenciais”, disse Uggioni na apresentação do plano de contingência.

Além da retomada presencial de outubro, o comitê estadual também está preparando um plano de reforço escolar para 2021. 

Reforço escolar 

Pelo planejamento, o reforço escolar é destinado aos alunos que tiveram dificuldades de aprendizado durante o ensino a distância da rede estadual. 

Mas se algum aluno que se enquadre nessa necessidade, mas queira voltar, ele não será impedido, de acordo com o secretário de Educação. 

O número de alunos por sala ainda deve ser definido em conselho de classe. 

Educação infantil 

As redes municipais e privadas podem seguir o governo estadual, mas poderão estabelecer o retorno de mais alunos. Porém, o ensino infantil não poderá voltar, pois para o estado, as condições sanitárias não são favoráveis.

Alguns estados decidiram começar pela educação infantil. Respeito isso, é uma questão de gestão. Esse público é menos suscetível ao desenvolvimento grave da doença, mas é mais difícil para cumprir o regramento mínimo”, justificou o secretário de Saúde, André Motta Ribeiro, sobre o retorno das crianças menores.

As aulas estão suspensas desde o dia 19 de março em Santa Catarina e seguem assim pelo menos até o dia 12 de outubro.


Quer saber das notícias de Guaramirim e Região primeiro? CLIQUE AQUI e participe do nosso grupo de WhatsApp!

Camila Silveira Rosa

Jornalista e marketeira, apaixonada por boas histórias, cultura e curiosa por natureza

Comentários estão fechados.